Antecâmara da Realidade

É possível acabar algo que nunca começou? 

Os sonhos ficam tantas vezes na antecâmara da realidade que podem ser confundidos com uma história de carne e osso.

Os sonhos podem magoar como um corte na carne ou um osso partido. 

Numa dimensão paralela os sonhos são reais. São alegrias que arrepiam a pele ou podem ser murros no estômago desprevenido.

Os sonhos terminam sempre ao acordar. Nunca foram mais do que ar que se inspirou com toda a energia da vida.